Colégio Santo Antônio

Redes

7 de Setembro

Data: 06 de setembro de 2017

“Creio e luto por boas mudanças para a população brasileira que faço parte e digo que por crer nelas sou capaz até de morrer. Afinal amo incondicionalmente à minha verdadeira amada pátria Brasil. Sigo então por convicção o ativo e novo patriotismo cultural brasileiro mesmo que tenha de origem e nascimento uma cultura mãe estrangeira. Mas hoje escolhi está boa terra para chamar de minha, fincar minhas raízes, construir minha casa e minha família e para sempre por aqui viver.”

Patriotismo Cultural por Ricardo V. Barradas.

Independência do Brasil (Sete de Setembro)

A Independência do Brasil é o feriado em que se celebra a emancipação brasileira do reino de Portugal, no dia 7 de setembro de 1822, data que ficou conhecida pelo episódio do “Grito do Ipiranga”.

A Independência do Brasil deu os primeiros passos às margens do riacho Ipiranga, hoje atual cidade de São Paulo. O Príncipe Regente Dom Pedro I gritou “independência ou morte” e a partir desse momento, simbolicamente, o Brasil não era mais uma colônia de Portugal. Estava finalmente estabelecida a Independência do Brasil.

Logo após a Independência, o Brasil passou a ser uma monarquia, uma forma de governo em que os poderes eram exercidos por um Imperador.

A primeira nação que reconheceu a independência do Brasil foi os Estados Unidos. Portugal apenas admitiu a independência em 1825, após o pagamento de uma indenização de aproximadamente 2 milhões de libras.

Atualmente, no dia da Independência do Brasil as escolas promovem desfiles pelas ruas da cidade, enquanto os alunos cantam os hinos da Independência e do Brasil.

As forças militares brasileiras – marinha, exército e aeronáutica – também fazem apresentações especiais ao público em homenagem a esta data.

História da Independência do Brasileira

Com as Revoluções na Europa, a família Real Portuguesa decidiu que seria melhor se mudar para o Brasil. Assim, em 1808, a Corte Real desembarcou em terras brasileiras, decidindo que os portos brasileiros passariam a ser abertos para todas as nações do mundo. Este foi o primeiro grande passo para o desejo de independência do país.

Porém, existiam diversos problemas e divergências entre os portugueses e brasileiros, como a escravidão, a luta territorial, as rebeliões, os privilégios da burguesia e etc.

No final de agosto de 1822, depois de se deslocar para São Paulo com o propósito de apaziguar uma rebelião contra José Bonifácio, D. Pedro I resolveu romper os laços de união política com Portugal, mesmo com seu pai, o rei D. João VI, pedindo para que ele voltasse à Portugal imediatamente.

Com a emancipação, D. Pedro I foi coroado Imperador do Brasil.

Hino da Independência do Brasil

Letra: Evaristo da Veiga

Música: D. Pedro I

Já podeis, da Pátria filhos,
Ver contente a mãe gentil;
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá… temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil…
Houve mão mais poderosa:
Zombou deles o Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá… temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Não temais ímpias falanges,
Que apresentam face hostil;
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá… temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Parabéns, ó brasileiro,
Já, com garbo varonil,
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá… temor servil:
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil.

Endereço

Rua Tenente José Dias, 349 A
Duque de Caxias – RJ
CEP: 25010-305
 
 
Tel.: (0xx21) 2671-1438
Fax: (0xx21) 2671-3213

Como Chegar

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos